Pular para o conteúdo principal

Postagens

Sonhei com você

Acabei de olhar minha bunda no espelho, e os roxos estão lá. Inevitavelmente viajei pra noite passada. Fiquei com tesão só de lembrar. - o dia que precede a noite - Eu acordei no mó tesão. Tinha sonhado com você, então já acordei molhada, querendo seu beijo, sua mão me segurando, sua pele na minha. Querendo seu pau sabe, na minha boca, na minha cara, na minha boceta e no meu cu. Uma loucura, eu assumo. Muito tesão pra uma terça de manhã. Mandei um oi no Whats, e uma foto pelada. Ops.
Você me respondeu:
- Alguém acordou inspirada.
- Sonhei com você.
- Hummm. Conta.
- Conto não, vamos fazer?
- Vamos. Hoje?
- Isso.
- Eu te pego na sua casa 22h, pode ser?
- Pode. Me arrumei pra ir pro trabalho, e fui. Passei o dia com tesão. E o dia falando sacanagem com você. Ia no banheiro, tirava uma fotinha dos meus peitos e te mandava.
- Eles estão morrendo de saudade!
Assim seguiu o dia. Finalmente fim de expediente. Vou pra casa, tomo um banho. Visto uma calcinha e sutiã de couro. Vestidinho preto marcando o…
Postagens recentes

Dia 21 de dezembro

O que aconteceu
meu amor? O que aconteceu com
o nosso amor? Que dia é hoje,
sábado? Desde que dia
estamos brigando? Por que mesmo,
estamos brigando? Como nos tornamos
isso? Seja lá o que for
isso. Era pra ser só eu e você,
essa semana. Por que não estamos
nos amando, ao som
de Erikah Badu? Quando te olhar
passou a doer? Por que dói tanto? Quem traiu, quem mentiu?
Quem xingou, quem ofendeu? Por que sinto medo
ao te olhar? Por que você está
a chorar? Eu só te vi chorar uma vez,
no enterro da pessoa
que você mais ama. Isso é um enterro de nós? Por que meu corpo arde? Por que me sinto em chamas? Por que dói tanto, meu amor? Por que parece agora
que nos odiamos? Por que tanta imaturidade,
minha, tua? Por quê? Por que eu estou gritando? Por que você está calado? Por que eu estou tão desesperada,
assustada, acuada? Como meu amor,
como chegamos aqui? De mim deitada na cama
do hospital e você do meu lado,
a nós dois gritando um com outro
na cama do seu quarto.
Como? Por que ao juntar minhas coisas
pra ir embora, me s…

Sen(s)ações

Senti que peguei o último trem,
senti que desci na última estação,
senti que caminhei em fila indiana
rumo ao fim de mim mesma. O último dos fins. Senti que senti minha morte,
senti que todo mundo ali sentia,
a minha e a deles,
eu estava sozinha no meio da multidão. Senti que todos estávamos. Milhares de pessoas reunidas,
e sozinhas em si,
sozinhas e trancafiadas em suas mentes,
que só mentem, e mentem, e mentem. Senti esgotamento físico. E a morte já nem era tão temida. Senti que cada passo era rumo ao abismo,
senti o coração desacelerar cada vez mais,
a mente calar a porra da boca,
parar de me enganar. O relógio era enorme, e marcava hora nenhuma. Último trem,
última estação,
última mulher,
último cigarro,
último adeus De uma série maldita de adeuses. Senti que deveria orar,
e fazer algo poético,
não quis. Quis mandar todo mundo se foder,
chamar todos de egoístas.
Dizer que somos todos crianças
preocupadas única e exclusivamente
com a porra da meleca do nosso próprio
[umbigo. Uma série de seres infelizes…

Deita

Vou me deitar
que é pra te amar
na horizontal. Deita aqui do lado
pra admirarmos
o luar. Contar estrelas,
e catar
as cadentes. Vira mar
em meus lábios,
agora(!) Vira amar
no meu peito,
urgente(!) Vou me deitar,
admirar-te
virando luar... Admirar-te,
virando e caindo,
verde relva sobre
[mim. Chove comigo,
de prazer e
de dor. É tanto amor
que sinto a sanidade
sumir. Escapa entre os dedos,
os meus.
Os seus passeiam,
[por mim. Respira-me,
até de fato
eu virar ar. Ah, meu amor...
Você me bagunçou,
já nem sei quem sou. Se sou eu,
ou sombra
sua. Se sou minha,
ou toda
tua. Meu desejo,
seu desejo,
nos matando. Deita-te aqui,
e observa
o nosso amar
nos consumir! - Suelen Vieira

Shhh!

Shhh!
Silêncio,
Cala-te,
Cale-se. Shhh!
Beija-me,
Toca-me,
Ama-me. Shhh!
Veja-me,
Sente-me,
Beba-me. Shhh!
Me. Shhh!
Eee.. Shhh! Suelen Vieira

Querubim

Quero acordar do seu lado, nua.
Quero teu cheiro na pele, crua.
Quero que cê queira ficar, tá?!
Que não queira ir embora, nunca. Quero que me queira pelo dia inteiro,
sem nem perceber que tanto quer isso.
Quero um café e um almoço contigo.
Ou quem sabe até esquecer de comer. Esquecer de ter fome,
e me alimentar de você,
e me doar pra você,
e me perder no teu ser. Quero teu sorriso mais bobo,
teu olhar mais sincero,
teu colo, teu aconchego,
teu abraço apertado. Quero tuas singelas palavras,
teu carinho, teu cafuné,
teu calor, teu amor,
tua entrega completa. Quero a mais simples
complexidade,
tua presença inteira,
sem alarde. Quero baixinho,
devagarinho,
sem gritar aos
quatro ventos. Quero bem alto,
bem exagerado,
bem cafona,
um drama, de fato. Quero a comédia romântica
mais boba da globo,
e você do meu lado,
topo até filme dublado. Quero a festa mais barulhenta,
de todas as festas mais barulhentas,
de mão dada contigo,
topo até a sertaneja balada. Quero a paz de repousar
em seus olhos,
em seu peito,
em você. Quero os…

BORRA

Isso,
borra o batom,
me borra do quadro da vida,
me borra de mim. Isso,
me pega por trás,
me faz tua,
me come agora, um pedido,
uma ordem,
uma prece:
Me fode! Isso,
enfia todos os dedos,
nos cabelos,
na boca, em mim toda. Isso,
enlouqueça comigo,
solta teu rugido,
quero perder os sentidos. Me faz esquecer
horas,
dias,
quantas,
duas? Eu gosto com força,
me aperta,
me morde,
me bate,
goza. Vou te querer tanto,
que você vai se assustar
com o gemido que sai de mim,
que vem lá do diafragma. Não,
não sou bruxa nem nada.
Só estou ensandecida,
possuída de prazer. Não,
não sou louca nem nada,
só estou,
e é por você. Já fiquei por cima,
já fiquei de lado,
começa tudo de novo,
me coloca de quatro. Eu dou o aval,
chama de puta,
vadia, cretina,
gostosa, teu mal. Enquanto não estivermos
sem forças,
consumidos,
a gente não para. Perna tremendo,
pele suada,
rosto vermelho,
sou tua, e mais nada. - Suelen Vieira